TRASLADOS DE AVIÕES

Com exceção das aeronaves fabricadas aqui e de algumas poucas que vieram transportadas, a grande maioria das aeronaves que voam no Brasil foram trasladadas em vôo.

Já escutei histórias interessantíssimas sobre traslados. Só meu amigo Azevedo Hass lá de Americana trouxe mais de oitenta delas ao longo de sua vida, todas vindas dos EUA.

Considero que os traslados podem ser divididos em dois grandes grupos: IFR e VFR. Você há de convir que voar desde os EUA até o Brasil contando apenas com uma bússola magnética e mais nenhum auxílio à navegação é bem diferente do que estar balizado por NDBs e VORs.

A nova era, a dos GPSs, banalizou os traslados, motivo pelo qual não os classifiquei como “aventuras” e criei uma seção à parte.

Traslados já culminaram em acidentes, uns com perdas materiais apenas, outros com a perda da vida do piloto.

Na época que a FAB comprou os Gloster Meteor F8 e TF7, um deles quebrou no pouso e ficou lá pelo Panamá.

Quando foram implantados os Tiger F5, na primeira esquadrilha do modelo “E”, chegando em casa no Rio de Janeiro, pousando  na Base Aérea do Galeão porque a pista da Base Aérea de Santa Cruz estava em obras, perdemos o amigo Cap Av Bosco que bateu num morro próximo à posição CAXIAS, enquanto executava um procedimento ILS para a Pista 10. A investigação mostrou que ele trocou o swith do flap de pouso pelo do flap de mergulho, ambos colocados na manete. Ao reduzir a velocidade para o pouso, a falta do flap fez com que o F5 estolasse e ele perdeu altura. Sem visibilidade nenhuma, bateu com a barriga no topo de um morrote. As outras três aeronaves pousaram normalmente.

Um amigo, piloto da VARIG, trasladava um PITTS desde os EUA. Decolou de Cayenna na Guiana Francesa e bateu numa árvore. Não se sabe se teve uma pane ou se estava ciscando pois o tempo estava muito ruim naquele dia.

Como você poderá ler na seção ACIDENTES, eu também me acidentei num traslado.

Meu primeiro traslado foi em 1975 quando trouxe um F5B e o último em AGO de 2008, quando trouxe um Baron BE-58. Estão quase todos relatados nessa seção. Ainda escrevo os outros.
 

 

      1 - TRASLADO DA PRIMEIRA ESQUADRILHA DE F5 TIGER II
    2 - SERTANEJO COM O JEAN BARBARÁ. IDA E VOLTA A MAIAMI
    3 - DO PARALELO 35º33’N AO PARALELO 22º59’S COM UM DROMADER
    4 - O TRASLADO QUE NAO FOI COMPLETADO
    5 - DE CARACAS A BLUMENAU NUM PITTS SPECIAL
    6 - CHRISTEN EAGLE DO PAES DE BARROS
    7 - UM MOONEY DA FÁBRICA NOS EUA AO RIO
    8 - SHOWCAT DA MARTA E DO PEDRO MELO. DA FLORIDA A CAMPINAS
    9 - CRUZANDO OS ANDES NO SHOWCAT
    10 - AG HUSKY DE DODGE CITY ATÉ CAMPO NOVO DOS PARECIS
    11 - DE RENO-NEVADA, AO RIO NUM LEGEND TURBINA
    12 - DOIS BEECH BARON NA ALA DE TAMPA AO RIO
    13 - C-182 SKYLANE PT-WSE, DO KANSAS AO RIO